Quem aqui já leu Sabrinas, Julias, Romances Históricos, levanta a mão? o/

E parece que essa moda de livros voltou pra ficar. Lógico que pra ficar na moda, eles sairam das bancas e começaram a aparecer nas livrarias, um pouco diferentes é claro! Posso chamar eles de Sofporn!

Porque SoftPorn?

Esse novo tipo de livro mostra algo que normalmente em literatura feminina é tido como o ápice: SEXO! Ok, gente, não é sexo da forma pura, e sim apresentado na forma mais crua o possível! O grande estopim desse “novo” tipo de literatura (que possuia muito preconceito quando vendido em banca), foi “Cinquenta Tons de Cinza“, que eu li e falo mais abaixo. Óbvio que outros livros estão sendo lançados, pois as editoras quando notam um nicho, saem soltando coisas diversas. E ai que fica bom, né? Tanto é que o outro livro que vou citar, “Toda Sua“, só foi publicado pelo sucesso do primeiro!

E o que eles tem de tão interessante?

Talvez, eu digo na minha opinião, eles põem a sonhada fantasia dos livros de mulherzinha – normalmente com milionários bonitos – ou deuses gregos, hehe, que tem o coração amargurado e tem ideias sexuais bem distintas, de uma forma mais baixa. Coisa que nem é tão novidade, se você lê Nora Robert, Linda Howard, Diana Palmer, Lori Foster, Meg Cabot (principalmente os livros adultos), ou qualquer titulo do selo Ellora´s Cave, pois é algo comum nesse tipo de literatura!

ENTÃO QUAL A NOVIDADE?

NENHUMA! Ha!Parece pegadinha do malandro, mas é a mais pura verdade! Acho que a única diferença nítida é quanto a tradução, que manteve palavras como Co***, F****. Po***, escrito! Mas tirando isso, nadinha! Bjos Linda Howard e sua Família Mackenzie – que se você não conhece, precisa devido a variedade de homens numa mesma família!

Vamos falar de livros??

Cinquenta Tons de Cinza (50 Shades of Gray)
Autora: E.L.James
Lido em: Epub

Sinopse:Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja — mas em seus próprios termos.

Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso — os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família —, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos…

Ok, vamos a minha opinião?

Achei o livro BEM mais ou menos! E pelo que fui vendo, não fui a única a ter essa critica. Na versão digital o livro possui 540 páginas, e destas pelo menos 140 são de documentos e e-mails dos personagens que não tem nada de “divertido”! Se você já leu “Todo Garoto Tem” da Meg Cabot, as páginas de bilhetinhos e emails são 1000X melhores! Fikdik! Eu achei a personagem principal Ana, bem confusa, boba de inicio – mas depois muito saidinha, até demais para uma virgem, e essa coisa da deusa interior, não me agradou em nada!

O Grey, achei ele pertubado e não muito definido… Cadê uma explicação mais profunda sobre ele? Hein hein!Tudo bem que é uma trilogia, mas o final é tão Puft! Tinham me falado que era uma FANFIC DE CREPUSCULO. Hey! Eu entendo bem – até demais – de fanfics (Bjus BSB), e achei que o livro parecia aquelas versões adaptadas de livros ruins! De 0 a 5, dou 1,5 – até porque as cenas quentes já li em livros Florzinhas de 1980! Ops!

Toda Sua (Bared to You)
Autora: Sylvia Day
Lido em: epub

Sinopse:Gideon Cross entrou na minha vida como um relâmpago na escuridão… Ele era inteligente, bem-sucedido, rico e muito lindo. Fiquei obcecada por ele como nunca tinha ficado por ninguém, por nada. Ansiava por seu toque como uma droga, mesmo sabendo que aquilo acabaria me destruindo. Eu tinha meus problemas, e ele fez com que viessem à tona muito facilmente. Gideon sabia. Ele também tinha seus problemas. E nós acabaríamos sendo o espelho que refletia os traumas – e os desejos – mais secretos do outro. Seu amor me transformou, e eu rezava para que nosso passado não nos separasse…

As principais diferenças desse livro para o #50shades é o fato de a autora anteriormente já ter publicado alguns livros de banca. Ou seja a escrita é melhor, e em quase 290 páginas – ou seja tudo mais alinhavado sem 300 mil paginas de emails, ela envolve e nos apresenta os personagens de forma melhor que dona E.L! ! Gideon (oh nomezinho – huahua, quem já leu Brumas de Avalon, outro livro ótimo, sabe o que esse nome dá de dor de cabeça) é rico, lindo e todos aquelas qualidades que um bom mocinho de livros assim possuí eu já expliquei anteriormente!

Outro ponto alto é que a mocinha não é tão bobinha quanto a primeira, e não ficam explicando a baboseira do SM, porque, é o que pouco importa no livro – convenhamos gente, se o Grey ama mesmo a Ana, tu acha que ele vai querer ela toda presa?? Não né? E isso em “Toda Sua” é bem explicado e demonstrado!

Única coisa chata – por ser uma trilogia (apesar de a historia ter um final ok), a continuação só sai em outubro, e se você como eu tá curiosa para saber o que acontece, espera pra ler tudo junto! |Nota 3 de 5!

Droga, gente desculpa pelo post grande, mas é que fiquei quase uma semana sem postar! E você já leu algum softporn?