Quem gosta de quadrinhos ou apenas dos filmes da Marvel deve ter ficado triste com a noticia do falecimento do Stan Lee. Aos 95 anos, o criador de diversos personagens faleceu.

Eu sei que todo mundo está postando sobre ele, e eu não iria deixar de prestar essa homenagem.

Apesar de eu adorar super-heróis desde pequena, fui conhecer mais sobre o Seu Stan, como chamamos ele aqui em casa depois do lançamento do “Backstreet Project”, que foi um quadrinho produzido por ele e pelos Backtreet Boys. Tanto é que os meninos compartilharam uma das imagens da série em homenagem a ele.

Depois, ele apareceu no “Diário da Princesa 2”, que nem é filme do estúdio que ele ajudou a fundar.

E aí, surgiu os filmes da Marvel Studios e dos parceiros, e meu amor por suas criações aumentou. A cada lançamento eu tava lá esperando a sua participação especial, que sempre era bem humorada.

Quando descobri que ele ia no evento que fomos em Orlando, e comentei aqui, meu coração ficou tão feliz: eu ia conhecer o cara que fez as histórias do BSproject. Não era apenas o Stan Lee, mas o cara que fez uma série mega legal que eu acompanhava, o que participava dos filmes e tinha criado outros personagens incríveis.

Isso foi a 3 anos atrás, e naquela época ele já não ouvia bem, mas foi simpático e ainda ficou observando o quadrinho por um bom tempo – sim, eu tenho uma Backstreet Project autografada por ele. No ano seguinte, tiramos mais uma foto, mas a primeira é essa aí no topo do blog.

Eu sei que ele não foi um cara muito “legal” em outros âmbitos profissionais, mas a sua importância para a história dos fãs de quadrinhos não pode ser deixada em branco.

Fico feliz de poder ter conhecido, e poder ter um quadrinho da obra que me apresentou a ele autografada.

RIP Stan Lee (1922 – 2018)