A ansiedade para o lançamento de O Despertar da Força não para de aumentar. Será indescritível assistir a um novo Star Wars no cinema, com o som alto e aquela tela gigante. Desde quando o Episódio VII foi anunciado, os fãs ficaram agitados, surgiram teorias da história do filme e os dias começaram a passar cada vez mais devagar conforme 17 de dezembro se aproxima.

Como se os trailers ­ e o próprio filme ­ já não fossem suficientes para deixar todos ansiosos, o jogo Star Wars Battlefront foi revivido. Para quem não sabe, esse é um jogo de tiro que conta com um diferencial: se passa no universo de Star Wars.

featuredImage
(Imagem: Star Wars BattleFront Oficial Site)

Desde 2005, a franquia não recebe um jogo novo. Ou seja, uma geração de consoles ficou órfã desse incrível jogo multiplayer. Vamos à análise de Battlefront:

A primeira grande novidade é que agora você pode jogar com personagens clássicos como: Luke Skywalker, Han Solo, Princesa Leita, Darth Vader e Boba Fett, sendo que cada um deles possui uma habilidade especial. Só essa possibilidade já empolga qualquer jogador fã de Star Wars.

rendition1(Imagem: Star Wars BattleFront Oficial Site)

Além dos personagens, Battlefront se destaca pela variedade de modos de jogo. No entanto, apenas 3 parecem ter objetivos bem definidos: Supremacy, Drop Zone e Walker Assault.

Supremacy é um 20 contra 20 e quem conquistar o mapa primeiro ganha. Porém alguns elementos o diferem de outros “conquiste o mapa”. Por exemplo, nesse modo você pode utilizar naves AT-ST, o que torna o combate muito mais dinâmico e difícil.

Já Drop Zone já é uma partida mais rápida de “conquiste o mapa”. Times menores (8 contra 8) e um mapa reduzido fazem com que os jogadores tenham que pensar o mais rápido possível para matar mais e morrer menos.

rendition1

Por último, Walker Assault é uma mistura dos elementos descritos acima em mapas grandes, porém há um desequilíbrio. O Império detém todas as AT-ST, o que o torna mais poderoso quando comparado com os Rebeldes, mas o modo permanece extremamente divertido.

Além dos modos e dos grandes mapas, o jogo é lindo quando se trata do visual. A sua riqueza de detalhes faz com que tudo fique mais vívido e dê asas à imaginação, sem contar toda a estética e referências à trilogia original. Por exemplo, em uma das cutscenes, um Stormtrooper bate a cabeça na escada, em uma referência a um erro que ocorreu no Episódio IV.

headtroper

E o que você achou do jogo? Prefere esse ou o antigo? Fale nos comentários!

Esse Post foi uma contribuição do Buscapé para o Nerdiva