Na época de carnaval, sempre rola aquela briga de gente que ama bloquinhos e os outros que fazem maratona na Netflix, eu me enquadro num terceiro tipo de pessoa: aquelas que amam assistir desfiles de escola de samba pela tv.

Você também assiste os desfiles das escolas de Samba?

OK, antes de vocês perguntarem: “como assim você adora desfile de escola de samba?” preciso recapitular um pouco um fato curioso que rolou comigo em 1993: Meu primo, o Mala – que já foi muito falado por aqui, tinha alguns amigos que iam sempre ver os desfilas das campeãs no Rio de Janeiro e decidimos então ir nessa aventura.

Sim, foi nós mais um grupo de amigos dele. Um ônibus que eu conhecia to-do mundo. Imagine você sair daqui de Santos em uma sexta-feira à noite, passar a noite toda na estrada, chegar no Rio de Janeiro no sábado de manhã, ir pro Sambódromo e ver todas as escolas que ganharam? Isso sem contar que ficamos boa parte do tempo parados na estrada porque havia tido um acidente, e o pessoal começou a celebrar a viagem alí mesmo.

Bom foi o que eu fiz com 8 anos! Eu estava tão empolgada, que me lembro de mal dormir quando cheguei no hotel – no bairro do Botafogo, e fiquei a noite toda embaixo de uma tempestade nas arquibancadas do sambódromo assistindo tudo. Olha choveu tanto, que quando eu vejo os videos desse ano das tempestades, sinto um deja-vu. Cachoeira feeling.

Mas voltando ao assunto, no Rio, minha escola de coração é o Salgueiro – que ganhou o campeonato quando fui na Apoteose. Quem nunca cantou por aí: “Explode coração, na maior felicidade…”

Depois dessa recapitulação, voltamos pros tempos atuais quando lembro dos desfiles de Escolas de Samba:

– Eu não tenho mais o pique de ficar uma madrugada inteira assistindo desfiles;
– Se eu fosse para esses locais, ia querer frisa;
– Agora a gente pode ver depois, pois a internet está aí;

Porém, quando chega a época de carnaval, minha diversão é pegar umas Junkie Foods – sorbets, batatas fritas e pipocas para assistir as escolas. Sento no sofá ou na cama, abro o selecionado da noite e fico assistindo.

Como eu já vi ao vivo a magnitude desses carros, só de saber o tamanho que eles podem ter na avenida, de como o barulho da bateria faz tum tum no coração, sei bem quando uma escola pode sair campeã.

Gente é inexplicável a sensação de ver isso ao vivo, é único e todo mundo precisa fazer uma vez na vida – mesmo que seja o desfile das campeãs. Eu acho que nunca vi algo tão grande na vida como o Itá.

Fico triste quando acontece com a Vila Isabel, que no desfile se atrasou 1 minuto, choro quando vejo o desespero deles, também acho que Viviane Araujo é a Rainha das Rainhas e respeito e muito a Mangueira.

Escolas de Samba

Mas Tay, você só assisti a do Rio?

Não! São Paulo também, e aí é um caso mais bizarro: EU AMO a Vai-Vai, mas respeito muito (cof cof) a Gaviões da Fiel. É aquele caso de amor e ódio sabe? Sempre torço para que a escola de samba do Bexiga ganhe, mas se a Gaviões têm um título até que não é tão ruim. Até porque a Vai-Vai fez um desfile sobre colonização japonesa, então ela têm meu carinho né? Fiquei triste com seu rebaixamento 🙁

E esse em São Paulo tivemos a Império de Casa Verde que apenas levou uma Millennium Falcon e os AT-AT pro Anhembi, isso sem contar um certo Delorian na Dragões da Real.

Eu brinco que cultura pop também pode estar nesses locais e esse ano esses dois desfiles citados acima são a melhor resposta. As escolas de Samba podem ensinar muito quando a gente fala na preparação de um espetáculo, porque convenhamos é tudo aquilo em até no máximo 1hora de 15 minutos.

E você, também gosta de acompanhar os desfiles e fica esperando o Márcio Canuto aparecer nesta época?