E vocês achavam mesmo que eu ia demorar mais os 2 anos para escrever minha continuação do post das princesas. Tá aqui e vamos falar sobre as últimas princesas em 2d que têm um lugar especial no coração de todos.

Prepare o seu livro, separe seus amigos mágicos e vamos para mais um post sobre Princesas.

Lembram que eu falei do enorme hiatus que teve entre 95 até 2009. Sim gente apesar da Disney ter produzidos grandes animações, as séries de princesas mesmo ficou ali acanhada – eu sei que tem gente que considera a Kida de Atlantis – O Reino Perdido como Princesa, mas é um filme que os estúdios meio que abominam, né? Então vamos falar sobre a retomada dessa franquia.

Princesas

Porque eu estou quase lá!
Essa foi uma animação que quando lançada não chamou muita atenção do grande público, pois fazia mais de 10 anos sem princesas nos cinemas, mas tem uma das histórias mais lindas. Tiana não ficava parada e corria atrás de seus sonhos.

Quem nunca cantarolou Almost There enquanto fazia algo que sonhava?

Eu vi a luz
Quando foi lançada em 2010, um ano após Tiana, Rapunzel nos apresentou a primeira geração de Princesas em 3d. A história da jovem princesa raptada pequena devido a seus poderes mágicos, que apenas tinha como sonho descobrir o mundo e ver o festival de luzes, ganhou meu coração.

Dessa nova geração, é uma das que eu mais amo, de me fazer chorar ao ouvir sempre sua música com o Eugene – nunca será José!

Aquela do outro estúdio
Brincadeiras a parte, Merida foi lançada pela Pixar e trouxe para uma nova geração de meninas o mesmo sentimentos que tive com Mulan: que a bravura pode fazer parte de uma jovem princesa.

A história é gostosinha, mas não é de todo meus amores. Quem não ama as cenas com a sua mãe?

Gente, acredita que já falamos de quase 10 anos em um simples post? As próximas, ahhh as próximas, trouxeram mais novidades para as crianças e fizeram as princesas voltarem a ser faladas! Mas isso, fica pro mês que vem.