fbpx

Série MCU: Falcão e o Soldado Invernal

A Marvel,ou melhor o MCU finalizou seu segundo título em formato de seriado no Disney + – e sim gente ainda vou fazer aquele post que vocês adoram destrinchando “WandaVision”, mas precisei passar esse na frente.

Alguns pontos importantes:

  • Vai ter Spoilers;
  • Vai ser texto mega longo;
  • Vou mostrar pra vocês que desde o início a gente sabia o que ia acontecer!
  • E minha ordem do MCU tá atualizada 🙂
Falcão e o Soldado Invernal

Falcão e o Soldado Invernal

Quando a gente começa o seriado, sabemos – lógico, que é pós os acontecimentos de “Vingadores – Ultimato” (Sim ainda vou fazer um post sobre o filme com Spoilers), que todos os participantes dos eventos estão seguindo sua vida: Sam Wilson faz trabalhos pro governo americano, enquanto Bucky Barnes está fazendo acompanhamento com uma terapeuta.

Enquanto ajuda o governo, Sam está analisando algumas ações dos Ex-Patriados, um grupo de pessoas que após o Estalo de Bruce Banner, retornaram a vida, e encontram tudo diferente, como pessoas morando em suas casas, familiares que faleceram entre outras coisas – lembra de “WandaVision” quando Monica Rambeau surge no hospital, sim!

Esse grupo que Sam está investigando, junto com um rapaz chamado Joaquim Torres, fazem pequenos ataques tentando alertar politicos sobre as pessoas que estão nos centros do Conselho de Repatriamento Global – que nada mais nada menos são centros de reabilitações para aqueles que voltaram…é amigos…

Apesar de “oficialmente” não termos o tempo exato, sabemos que em certos momentos da série, eles colocam esses eventos como 6 anos após o BLIP – que é quando o Thanos fez aquele estalar de dedos e 1 ano após o retorno de todos no confronto final.

Só que enquanto rolava isso, o escudo que nosso querido Rogers deixou com o Sam vai parar num museu, já que Sam não ve como um novo Capitão America.

Sam achou realmente que o escudo tava lá de boa no museu – sim, o mesmo onde o próprio Rogers roubou o uniforme no filme 2, depois de uma ação para tentar descobrir quem eram os membros dos “terroristas”, ele descobre que UM NOVO CAPITÃO AMERICA foi lançado pelo governo.

Falcão e o Soldado Invernal

Agora deixa eu só vou dar um paralelo: quando o Sam vai no primeiro confronto ele descobre que alguns membros do grupo são assim… Super Soldados!

Pode soar estranho para vocês o porque voltamos a essa questão do Super Soldado e do Serum, mas vamos lá:

No primeiro filme do Steve Rogers, “Capitão América – O Primeiro Vingador“, quando nosso personagem favorito questiona por que foi escolhido, o Dr. Abraham Erskine (feito pelo maravilhoso Stanley Tucci) é muito claro:

“The serum amplifies everything that is inside, so good becomes great;
bad becomes worse.
This is why you were chosen.”

(se não acredita, tá no filme 1, a partir de 24:33, contando todo o contexto,
mas a frase em si 26:32)

Focados nessa informação importante que dei acima, quando sabemos que essas pessoas comandadas pela Karli utilizaram um soro do Super Soldado fica muito complexo na cabeça talvez do grande público se eles são vilões: na minha visão, eles foram pessoas que com o passar do tempo o soro passou a agir, da mesma forma que ocorreu com o John Walker, que foi apresentado como o novo Capitão e tomou o sérum, pois sempre se comparava com o antigo dono do manto.

E bom eles literalmente fazem isso, ficam esperando… Só que antes vão parar em Madripor e reencontram Sharon Carter, que desde “Capitão America – Guerra Civil” era procurada pela Interpol!

Como Sam e Bucky sabem dessas questões em relação ao soro, eles vão atrás da única pessoa que conhecia super bem isso, além do Steve e da Peggy, que é o Barão Zemo.

Zemo sempre foi muito claro que em algum momento o soro traria problemas, mas Bucky mostra um outro lado pro Sam, quando introduz Isaiah, um homem negro que foi tratado com um animal de teste para tentar novamente reproduzir o Soro.

Sabendo de todas as questões sociais, a Marvel trouxe algumas cenas e falas sobre as mudanças que a sociedade vem passando, sobre ter representatividade, e isso é algo muito importante quando vemos o Sam fechando o arco e tendo uma das melhores cenas do personagem, que conhecemos lá no segundo filme do Cap e que busca sempre ajudar ao próximo.

Apesar da série tratar as questões soltas de como ficou o mundo pós BLIP, entendemos que Sam e Bucky precisam lidar com os seus problemas para seguir adiante:

  • A família de Sam está quase perdendo o barco da família, pois o rapaz nunca teve uma remuneração, mesmo sendo conhecido e tendo contatos;
  • Sam ainda não entende o que Rogers o viu para ser escolhido;
  • Bucky sente que algo falta, já que perdeu seu melhor amigo;
  • Bucky ainda com os fantasmas que a sua época como arma da Hidra, principalmente por dar poder a quem não devia.

Eu chamo essa série de cuidado e amor aos personagens que estão em cena – coisa que já falei quando “Ultimato” foi lançado, mas claro deixando ali um gancho para um novo filme que já foi anunciado, uma segunda temporada, talvez o reencontro com os demais Vingadores depois da loucura da Wanda!

Existem tantas coisas ainda que vamos lidar nas próximas semanas, principalmente com o lançamento de “Viuva Negra”e “Loki” que entendo que a Marvel tirou um pouco o pé do ritmo da série.

Lembrando: ela tem tudo o que você espera de algo feito pela Marvel Studios, mas com um pé no freio para trazer a gente pro mundo pós Blip – desta vez amplamente explicado.

Acredito que sim ainda vamos ter mais uma aventura estilo filme de espionagem – to torcendo pra isso, já que essa série foi para encher nossos corações de amor, e sempre ficar entendendo que o soro é perigoso e que as armas nas mãos erradas pode dar merda – Oi Sharon!

E você, como vê a série de Wilson e Barnes? Quer mais aventuras da dupla de “Falcão e Soldado Invernal”? Acha que Barnes vai conseguir fazer parte da família de Wilson? Deixa ai nos comentários.

Gostou desse post? Você pode curtir estes também:

Thaís do Nerdiva
Thais, 35 +1 anos, Santista, comedora compulsiva de junkie food, viciada em coisas bonitinhas e na maioria das vezes nos tons de rosa! Seu lugar preferido no mundo é a Main Street da Disney, e não estranhe a cara na foto, porque ela adora um blingbling!

Deixe um comentário :D

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Thais, 35 +1 anos, Santista, viciada em coisas bonitinhas e na maioria das vezes nos tons de rosa! Seu lugar preferido no mundo é a Main Street do Magic Kingdom e não estranhe a cara na foto, mas ela adora super-heróis, Capitão América e fechar game de luta sem usar especiais.

Quer receber dicas, trocar ideias, tudo em primeira mão? Faça parte do nosso grupo no Telegram.
* Alguns links presentes no blog são de afiliados, onde o blog recebe comissão pelo click ou venda, ajudando na sua manutenção.
O Nerdiva é um site pessoal no ar desde 2010. Não temos ligação com Marvel, DC, Disney, Lucasfilm, Starbucks. E nem reclame que aqui está cheio de glitter!

Receba nossa newsletter

Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit

Receba nossos posts em primeira mão!